OS ENSINOS DA  AMENDOEIRA – PARTE 1

Texto Bíblico: Jeremias 1:11-12

“Ainda veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que é que vês, Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira. E disse-me o SENHOR: Viste bem; Porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.”

INTRODUÇÃO

 A amendoeira nos trará lições preciosas que nos ajudarão a trilhar o caminho da edificação em Deus. Dividiremos o ensino sobre este tema em duas lições. Estejamos, portanto, atentos às virtudes que precisam ser agregadas aos nossos valores cristãos.

Vigilância

Para entendermos o texto acima precisamos compreender o significado de algumas palavras. No hebraico “shaqad” é velar, e “shaqed” é amêndoa. São palavras muito parecidas que se assemelham também no significado. Deus estava dizendo que velava sobre a Sua própria palavra para a cumprir. Velar significa vigiar, apressar, antecipar, estar desperto, alerta, vigilante, estar de sentinela, cuidar atentamente. A visão de Jeremias foi a de uma amendoeira cuja característica é muito parecida com a vigilância que Deus exerce sobre o Seu povo. É ela a primeira árvore a florescer na primavera. No pensamento hebraico a amendoeira é considerada a “despertadora”.  Este senso de vigilância, de antecipação e prontidão para florescer, é o que se espera do cristão. Precisamos dessa virtude em várias ocasiões da vida:

1)     Vigilância para ouvir e responder a Deus. “Sobre a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que falará a mim, e o que eu responderei quando eu for argüido”. (Habacuque 2:1)

2)     Vigilância para estar pronto para servir à família e aos outros. “Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas…Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite… Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça”. (Provérbios 31:15, 18 e 27)

3)     Vigilância para não tornar inútil o trabalho que outros fizeram para a nossa edificação.  “Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós”. (Atos 20:31)

4)     Vigilância para não colocar impedimento a que outros conheçam a Deus, através de possível mau testemunho ou ensino incorreto da Palavra de Deus“Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa”. (I Corintios 15:34)

5)     Vigilância na oração para discernir os tempos.  “E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração”. (I Pedro 4:7)

6)     Vigilância para discernir a aproximação do mal e preparar-se para isso. “E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui, e vigiai”. (Marcos 14:34)

7)     Vigilância para não ceder à tentação de tomar para si o que pertence a Deus ou aos outros.  “Vigiai, pois, e guardai-os até que os peseis na presença dos chefes dos sacerdotes e dos levitas, e dos chefes dos pais de Israel, em Jerusalém, nas câmaras da casa do SENHOR”. (Esdras 8:29).

8)     Vigilância para não cair na tentação da carne. “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca”. (Mateus 26:41)

9)     Vigilância para não cair na tentação do Diabo.  “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”. (I Pedro 5:8)

10)Vigilância para buscar estar de pé, com dignidade, na vinda de Cristo. “Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem”. (Lucas 21:36)

CONCLUSÃO

 A amendoeira nos ensina que devemos despertar cedo, estando atentos às nossas responsabilidades e oportunidades. Hoje lidamos apenas com o primeiro ensino sobre a amendoeira, deixando para a próxima lição o devido complemento.

 Wilson Maia dos Santos