Texto Bíblico: Mateus 13:47-50 

INTRODUÇÃO

Hoje falaremos sobre a necessidade de estarmos ocupados com a pregação do evangelho ao mundo, e do destino dos que forem conquistados através desse trabalho.

  1. 1.     Uma Rede Lançada ao Mar – Mateus 13:47a

O Reino dos Céus é comparado a uma rede lançada ao mar. Após a ressurreição de Cristo os discípulos receberam a incumbência de lançar a rede da pregação do evangelho, ao mar das multidões espalhadas pelo mundo. Desde aqueles dias tem se pregado a Palavra de Deus por todas as partes, e muitos tem vindo para a Luz do Evangelho.

A parábola está indicando um caminho obrigatório para quem quer estar em linha com o Reino dos Céus: Pregar o Evangelho.

Será que tem sido uma prática natural sua a pregação da Palavra de Deus aos que convivem com você no trabalho, no lar, na escola ou no círculo de amizades?

  1. 2.     Toda Sorte de Peixes – Mateus 13:47b

Na seqüência, vemos que o resultado obtido no lançar das redes foi a pesca de peixes bons e outros ruins. De antemão o pescador experiente já sabia que isso ia acontecer, mas não se preocupou com isso, pelo menos até aquele instante. Ele sabia que no momento oportuno haveria uma separação, mas não naquela hora. Aquele era o momento da pesca livre, ousada e urgente, para que não se corresse o risco de ficar algum bom peixe de fora, ainda que com possibilidade de acréscimo de peixes ruins.

Acredito que é importante lançar as redes com ousadia nos dias de hoje. Pregar o evangelho a todas as pessoas e em todos os lugares. Recebe-las com alegria em nosso meio e dar oportunidade para que todas cresçam e manifestem o fruto de uma vida transformada por Deus. Alguns, porém, se passarão por peixes bons, sendo na verdade “ruins” e não nascidos de novo. Quando estes fizerem algo digno de repreensão, a igreja certamente os disciplinará. Outros se manterão pacificamente no meio do Corpo de Cristo, não incomodando ninguém. Porém, Deus sabe quem é quem, e no devido tempo, separará os bons e os maus e fará distinção entre eles.

Não se preocupe com a possibilidade do ingresso no Reino de Deus de pessoas más intencionadas. Preocupe-se com os milhares de sinceros e abertos à Verdade que ainda necessitam ser apanhados pelas redes do amor de Deus.

  1. 3.     Quando Está Cheia Puxam-na Para a Praia – Mateus 13:48a

Haverá um tempo certo para se recolher a rede, retira-la do mar e puxa-la para a praia: Quando estiver cheia! Rede cheia significa que o pescador foi ao alto mar e fez o que de melhor podia fazer para alcançar o maior número possível de peixes, atingindo plenamente seus objetivos. Rede cheia significa que é hora de se recolher o que se apanhou e terminar aquela fase do trabalho.

Rede cheia para nós, significará que a igreja fez o melhor que podia fazer para resgatar o maior número possível de perdidos e foi bem sucedida no seu feito. Rede cheia não significa aproveitamento total, até porque alguns peixes ruins terão de ser lançados fora. No entanto, a satisfação pela conquista dos bons, recompensará qualquer possível dor pela presença dos maus. Rede cheia para nós significará o dia em que o Senhor disser à Igreja que se findou o tempo para se pregar o evangelho e que já entraram na rede os que tinham de entrar.

Que você possa ter a expectativa de que os seus entes queridos também entrem na rede antes que se finde o tempo. E que eles sejam os “bons peixes”, ou seja, arrependidos realmente de seus pecados e nascidos de novo pela obra do Espírito Santo.

  1. 4.     Separam os Peixes Bons dos Ruins – Mateus 13:48b

Quando se completar o tempo, a rede será retirada do meio do mar e virá para a praia a fim de se fazer a devida separação entre os bons peixes e os ruins.

Jesus explica que isso se dará no fim dos tempos. Os anjos de Deus, orientados por Ele, farão a devida separação. Compete à Igreja nos dias de hoje pregar o evangelho, receber as multidões, ensina-las no caminho em que devem andar, e disciplina-las e corrigi-las sempre que for necessário; porém, o julgamento se cada um pertence realmente ao Senhor ou não, somente Ele pode fazer. A igreja poderá julgar e corrigir as ações faltosas de alguém, mas o coração só é conhecido pelo Senhor.

“Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece inabalável e selado com esta inscrição: “O Senhor conhece quem lhe pertence…” – 2 Timóteo 2:19a

“Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem” – João 10:14

CONCLUSÃO

A parábola da rede está se referindo à pregação do evangelho em todo o mundo e o resultado dela. Pessoas verdadeiramente arrependidas e movidas por fé serão atraídas pela rede e alcançarão perdão para os seus pecados. Outras, porém, se aproximarão com outras motivações que só Deus conhece cabalmente. Os dois tipos de pessoas permanecerão na mesma rede por um tempo até que sejam separadas, tendo cada grupo seu destino eterno. Uns, a vida eterna com Cristo, outros, a perdição eterna sem Cristo.

APLICAÇÃO

 Procure fazer diligentemente a sua parte no processo de enchimento da Rede do Reino de Deus. Fale do amor de Cristo, ore pelos seus amigos e parentes, e convide-os para participarem de reuniões na célula ou no templo quando julgar oportuno. Deixe todo o julgamento por conta de Deus e procure ser uma bênção na vida dos outros.

Wilson Maia