RESPOSTAS PARA OS GRANDES PROBLEMAS DA VIDA

 RICK WARREN

COMO RESOLVER MEUS PROBLEMAS? – Lição 7 – Parte 1

Compartilhe: Quais problemas ou dificuldades você está enfrentando nesse momento que o está afligindo? O que você tem feito para tentar resolver?

Introdução

- Na lição de hoje vamos ver como o rei Josafá enfrentou uma grande batalha.

- Essa história é relevante porque da mesma forma que Josafá, também enfrentamos dificuldades em nosso dia-a-dia: batalhas financeiras, batalhas espirituais, batalhas em nosso emprego — todos os tipos de batalhas surgem em nosso cotidiano.

- Essa história ilustra certos princípios espirituais vitais para podermos vencer essas lutas.

- Vamos ler IICr 20:1-30.

- Vemos nesta história que Josafá, rei de Israel, ficou sabendo por um amigo que três na­ções inimigas estavam vindo contra ele, com o intuito de atacá-lo.

- As perspectivas não eram muito boas, pois eram três nações contra Israel. O cronista relata-nos que essas três nações eram os moabitas, os amonitas e os meunitas (2Cr 20.1).

- Vamos ver os princípios de vitória!

1. Identifique o inimigo

- O versículo 1 mostra-nos que o primeiro princípio para vencer as batalhas da vida é o de identificar o inimigo.

- Esse princípio pode parecer um tanto quanto óbvio, mas, na verdade, não é.

- Muitas pessoas simplesmente não sabem quem é seu inimigo.

- Geralmen­te pensamos que o inimigo é alguma outra pessoa que está ten­tando roubar nosso emprego, ou alguém em nossa família.

- Muitas vezes, porém, o inimigo é nossa própria atitude: não é tanto a situação que nos deprime, mas a nossa reação à situação.

- Antes de começarmos a vencer nossas batalhas pessoais precisamos identi­ficar precisa e honestamente quem é o nosso adversário.

- Observe como Josafá reagiu (v. 3) quando soube que essas três nações estavam vindo contra ele: ele ficou assustado.

- Esta é a reação típica de todos nós. Quando encontramos um problema, dizemos: “O que vai acontecer comigo? Estou ficando com medo!”.

- Essa é uma reação natural aos problemas e não está errado sentir medo, a não ser que lidemos com ele da maneira errada.

- Se usar­mos o medo para nos motivar a vencer o problema, está tudo bem.

- No entanto, se ficarmos desanimados e desistirmos, ou, ain­da, se ficarmos bravos com Deus e questionarmos “Por que eu?”, o medo derrotou-nos.

- Compartilhe: O medo motiva você a vencer o problema ou o desanima a ponto de desistir, ou ainda questiona Deus por causa da situação?

2. Leve ao Senhor

- Josafá ficou com medo porque estava enfrentando uma situação aparentemente sem esperança.

- O que ele fez? Josafá proclamou um jejum e reuniu todo o povo para buscar a ajuda do Senhor (v. 3,4).

- As pessoas vieram de todas as cidades de Judá para bus­car o Senhor.

- O segundo princípio para vencer as batalhas da vida consiste em levar os problemas ao Senhor.

- A oração deveria ser a primeira arma usada quando enfrentamos dificuldades na vida, e não a última.

- Geralmente a última coisa que tentamos é a oração, pois que­remos resolver tudo sozinhos.

- Lembre-se de que Jesus enfrentou grandes batalhas durante sua vida, e ele também orou em todo tempo.

- Josafá, de fato, orou: “Deus, eu sei que me ajudaste no passa­do. Sei que podes ajudar-me no futuro. Então, por favor, ajuda-nos agora” (cf. v. 6-11).

- E ele continuou: “Ah, nosso Deus, não irás tu julgá-los? Pois não temos força para enfrentar esse exército imen­so que vem nos atacar. Não sabemos o que fazer, mas os nossos olhos se voltam para ti” (v. 12).

Compartilhe: Quando você está passando por um problema, ou grande ansiedade, o que faz primeiro, ora, conversa com alguém ou fica remoendo?

3. Admita sua incapacidade

- O terceiro princípio para sermos vencedores consiste em admitir nossa incapacidade.

- Precisamos dizer: “Senhor, estou com um pro­blema e preciso que me ajudes”.

- Há apenas um tipo de pessoa que Deus não ajuda: é a pessoa que pensa que não precisa de ajuda.

- Quando você disser: “Senhor, estou com problemas; pre­ciso de ajuda, admito minha incapacidade”, então ele poderá ajudá-lo.

- A vida do cristão é uma vida sobrenatural e precisa­mos do poder de Deus para vivê-la.

- Não podemos viver a vida por nós mesmos, pois temos escassez de poder.

- Vivemos a vida cristã “não por força nem por violência”, mas pelo Espírito do Senhor (Zc 4.6).

- Devemos permitir que o Espírito de Deus atue em nossa vida.

 

Conclusão

- Todos nós enfrentamos problemas diariamente, grandes e pequenos.

- Deus não quer que sejamos massacrados por eles, pelo contrário, quer que saiamos vitoriosos, mas para isso precisamos seguir os três princípios aprendidos: identificar qual é o problema, levá-lo ao Senhor e reconhecer que não temos capacidade para vencê-lo.

- Se assim o fizermos, já estaremos no caminho da vitória.

- Na próxima semana, veremos mais três princípios para resolver os problemas.