RESPOSTAS PARA OS GRANDES PROBLEMAS DA VIDA

RICK WARREN

  Como viver uma vida abundante? – Lição 4 – Parte 1

 

 INTRODUÇÃO

 - Deus nunca desejou que você vivesse uma vida medíocre ou mediana.

- Você foi designado para a excelência e criado de forma única.

- Todos nós queremos ser reconhecidos.

- E precisamos de reconhecimento, para o bem de nossa saúde emocional.

- Diferentemente das crianças, buscamos reconhecimento não abertamente, mas de modo flagrante.

- Fazemo-lo por meio do nosso carro, roupas, casa.

- É como se disséssemos: todos vocês, olhem para mim!

- Sentimos a necessidade de sermos diferentes, excelentes e de nos destacarmos dos outros.

Destacando-se na multidão

- A passagem de 1Cr 4:9,10 nos fala sobre um homem chamado Jabez.

- Os primeiros nove capítulos desse livro são formados por genealogias, com uma lista de mais de 600 nomes.

- No meio de todos eles, Deus escolheu um homem para receber um reconhecimento especial, e seu nome é Jabez.

- Há apenas dois versículos em toda a Bíblia que falam sobre esse homem mas, ainda assim, ele recebeu uma menção honrosa que o colocou acima de outras 600 pessoas.

Por que Deus disse que esse homem se diferenciou dos outros? O que ele fez para que o seu nome fosse preservado por mais de 4000 anos?

Jabez foi o homem mais respeitado de sua família. Sua mãe o chamou Jabez porque “com muitas dores o dei a luz” (v.9).

- Jabez pediu a Deus: Ah, abençoa-me e aumenta as minhas terras! Que a tua mão esteja comigo, guardando-me de males e livrando-me de dores. E Deus atendeu o seu pedido.

Há três segredos na vida desse homem – três princípios que podem levar você a desfrutar de uma vida

abundante:

1. GRANDES AMBIÇÕES

- Primeiro princípio para uma vida abundante: Jabez tinha uma grande ambição.

- Enquanto seus amigos estavam satisfeitos com uma vida mediana, medíocre, Jabez disse: Eu quero que Deus me abençoe. Eu quero algo grande. Eu quero fazer algo significativo com a minha vida.

- Ele não queria ser comum. Ele não queria ser medíocre.

- Ele queria se desenvolver e crescer.

- Ele pediu: Deus, abençoa-me e aumenta o meu território!

- Jabez tinha uma grande ambição e, mais do que tudo, ele queria a bênção de Deus em sua vida.

- Hoje em dia há muitas pessoas que estão à deriva.

- Elas não têm metas, planos, propósitos nem ambições, e o resultado disso é que nunca alcançam muito.

- Elas simplesmente existem.

- Você precisa ter um sonho. Se você não tiver um sonho, estará à deriva.

- Quando você para de sonhar, começa a morrer.

- Quando você para de traçar objetivos, para de crescer.

- Você precisa de algo que o impulsione para frente, uma meta de excelência.

- Enquanto seu horizonte estiver se expandindo, você será um ser humano emocionalmente saudável.

- Deus o fez para crescer e se desenvolver.

- Deus tem um propósito para a sua vida, e a chave para o sucesso é descobrir esse propósito e cooperar com ele.

- Uma vida sem desafios e metas pode ser resumida em uma palavra: tédio.

Há três conceitos falsos que nos impedem de ter grandes ambições:

1. Nosso primeiro erro é que confundimos humildade com medo.

- Afirmamos: Ah, eu nunca poderia fazer isso e pensamos que estamos sendo humildes.

- Mas essa não é a humildade verdadeira. Isso é medo, é falta de fé.

- Uma pessoa realmente humilde diria: Com a ajuda e a bênção de Deus eu posso e irei realizá-lo.

- Essa é a verdadeira humildade.

 

2. O segundo erro é que temos a tendência de confundir contentamento com preguiça.

- É verdade que Paulo disse: …. porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação (Fp 4:11).

- Mas isso não significa que não devemos estabelecer uma meta.

- Paulo não estava dizendo: Aprendi a não estabelecer nenhuma meta, e não tenho nenhuma ambição nem desejos para o futuro.

- Ele estava dizendo: Embora minhas metas possam não ter sido alcançadas ainda, aprendi a aproveitar ao máximo o dia de hoje. Estou feliz, mesmo tendo sonhos e ambições que ainda não se realizaram.

- Se contentamento fosse desculpa para preguiça uma criança da terceira série diria: Aprendi a viver contente com a terceira série e não estudaria mais.

- Não devemos confundir contentamento com preguiça.

3. O terceiro erro é que confundimos pensamentos limitados com espiritualidade.

- Algumas pessoas dizem: Eu sirvo a Deus do meu jeito.

- Nossa resposta deve ser: Por que não começa a servi-lo de um modo grande? Deixe Deus usá-lo mais!

- Outras pessoas dizem: Bem, eu sou do jeito que sou. Foi assim que Deus me fez.

- É errado culpar a Deus por sua falta de crescimento.

- Não confunda pensamento limitado com espiritualidade.

 

 

2. CRESCIMENTO NA FÉ

 

- Segundo princípio para uma vida abundante: você precisa crescer na fé

- Jabez não tinha apenas uma grande ambição, ele tinha uma fé que crescia.

- Ele tinha uma profunda confiança em Deus.

- Tinha fé suficiente para orar e aguardar a resposta.

- Ele era como William Carey, que disse: Empenhe-se em realizar grandes coisas para Deus; espere grandes coisas de Deus.

A Bíblia revela-nos alguns fatos interessantes sobre Jabez:

1. Primeiro, não há menção de que Jabez tivesse alguma habilidade, talento ou dom especial.

- Não diz que era rico ou instruído.

- Ele era simplesmente um homem comum com uma fé incomum.

- Não se preocupe com o que você não tem se realmente tiver fé!

- Deus lhe dará o poder necessário.

- Deus ama usar pessoas comuns que creem nele, que desejam confiar nele.

- Há algo mais importante do que ter talento, habilidade ou instrução – é a fé.

- É crer que Deus vai operar por meio da sua vida.

- A fé de Jabez levou-o crer que Deus o ajudaria em suas metas e planos.

2. O segundo princípio importante é que Jabez aparentemente tinha algum tipo de deficiência ou debilidade.

- Na língua hebraica a palavra “Jabez” significa “doloroso”.

- Você gostaria de se chamar “Doloroso”?

- Jabez causou tanto sofrimento a sua mãe quando nasceu que ela o chamou de Doloroso.

- É possível que ele não tenha sido desejado nem amado.

- Seu nome era uma lembrança constante de que até seu nascimento tinha causado dor à vida de outra pessoa.

- Mas Jabez era mais forte do que essa deficiência.

- Sua fé o levou adiante.

- Qual é a sua debilidade? É física? É espiritual? É uma infância infeliz? Um emprego frustrante ou um problema no casamento?

- Qualquer que seja o seu problema, Deus diz: Tudo é possível àquele que crê (Mt 9:23).

Semana que vem veremos o terceiro princípio para termos uma vida abundante e a conclusão do estudo.