O PROPÓSITO ETERNO DE DEUS – Parte 3

A Casa de Deus

A Bíblia enfatiza do início ao fim o edifício de Deus

1. O Tema da Bíblia é a Casa de Deus

Desde o inicio da Bíblia até seu final, a ênfase está no edifício de Deus, em Sua casa. Em Gênesis 2, lemos a respeito do jardim do Éden, onde encontramos três tipos de materiais preciosos: o ouro, a pérola (bdélio) e as pedras preciosas. Esses três elementos são mencionados no começo porque aquele jardim era um anteprojeto da Casa de Deus. Assim, o que vemos no Éden na forma de materiais, encontramos em Apocalipse 21 e 22, na Nova Jerusalém em forma de edificação. Ouro, pérola e pedras preciosas são os mesmos materiais que compõem a Nova Jerusalém – a consumação do plano de Deus. Existem muitas similaridades entre o Éden e a Nova Jerusalém. No jardim, Deus tinha comunhão com Adão, mas na Nova Jerusalém temos a habitação de Deus com o homem. No Éden temos um noivo, uma noiva e o primeiro casamento; na Nova Jerusalém, encontramos o Senhor Jesus se unindo à sua Noiva pela eternidade. No Éden e na Nova Jerusalém, encontramos a Árvore da Vida e o rio que flui para a vida. Assim, vemos que a Nova Jerusalém é a consumação do propósito eterno de Deus iniciado lá no Éden.

 

Compartilhe: Você já tinha feito essa relação entre o Jardim do Éden e a Nova Jerusalém?

Qual era a sua compreensão?

 

O jardim do Éden é como se fosse um símbolo, um projeto, mas a Nova Jerusalém é a consumação e a realidade. Entre esses dois eventos, temos todo o conteúdo da Bíblia: A arca de Noé, um protótipo da casa de Salvação de Deus; Abraão foi o primeiro “chamado para fora”, que é o significado da palavra grega ekklesia, traduzida por “igreja”; Jacó teve a mesma visão de Abraão, essa foi a primeira vez que a Casa de Deus foi mencionada na Bíblia (Gn 28.11-17). Deus determinou que o templo fosse construído por Salomão. Assim, no dia da dedicação do templo, a nuvem da glória do Senhor desceu sobre o santuário. Davi queria trazer a arca para Jerusalém para ter a glória de Deus, mas, para tê-la, precisamos edificar a Casa. A glória do Senhor repousa somente sobre a Casa de Deus. Poucos percebem que o Senhor foi crucificado por causa da Casa de Deus. Ele disse aos fariseus: “Destruam esse templo e em três dias o reedificarei.” (Mc 15.29) Paulo se declara o mestre construtor da Casa de Deus, e escreve um quarto do Novo Testamento para nos mostrar o caminho da edificação. O tema central do novo testamento é a Casa de Deus

e como construí-la. No final de tudo em Apocalipse, o que vemos é a edificação da Casa de Deus, a Nova Jerusalém, que é a composição de todos os redimidos. Na Nova Jerusalém, Deus e os homens estão unidos como único edifício. A divindade misturada à humanidade. Deus é o conteúdo, o homem é o vaso; Deus é a vida, o homem é a expressão da vida de Deus. O Senhor deseja um lugar

de habitação, este é o propósito eterno de Deus. É Ele que deve dirigir nossas ações e motivar a

Igreja, não o Evangelismo, nem missões, obras sociais ou mudanças da sociedade. Essas coisas são boas, mas não o centro do coração de Deus.

 

Compartilhe: O que você tem feito para edificar a Casa de Deus?

 

O alvo do nosso trabalho é a edificação da Casa de Deus

Muitas igrejas colocam a ênfase no evangelismo, o que é bom, mas depois de evangelizar, não sabem o que fazer com as pessoas. Elas não estão edificando casa para Deus, não possuem o estilo de vida de uns para os outros. Hoje, o que está na moda é a transformação da sociedade. As igrejas querem fazer uma grande obra social, mas seu trabalho não resulta na edificação da Cada do Senhor, pois a motivação dessas pessoas não é o propósito eterno de Deus. Se o Senhor está edificando Sua Igreja, é isso o que devemos estar edificando também. (Mateus 16). Alguns além de ganharem almas, também colocam a ênfase em poder, cura, sinais e dons espirituais. Mas qual é o propósito dos dons e do poder? Em 1 Coríntios, lemos que é para edificação da Casa de Deus (1Co 14.26). A palavra edificar tornou-se sinônimo de algo inspirativo ou instrutivo; contudo, a ideia original é a de construir algo para presença de Deus.

 

Como construir a Casa de Deus?

Para construirmos uma casa, precisamos de três pessoas. A primeira é o proprietário, sabemos que o Pai é o proprietário. Em segundo lugar, precisamos de um arquiteto – o Senhor Jesus é o arquiteto, foi Ele quem projetou a Casa de Deus. Em terceiro lugar, precisamos do construtor ou realizador

da obra, que é o Espírito Santo. O cristianismo é uma religião singular. As outras religiões possuem três elementos separados – um templo, um sacerdote e sacrifícios – mas, no cristianismo, esses três são reunidos em um só: não temos um templo, pois o templo somos nós, assim como somos o sacerdote e o próprio sacrifício vivo diante do Senhor. O conceito de Deus é bem simples, e tudo se resume em sermos as pedras vivas. A morada de Deus é muito simples, por isso a Igreja precisa ser assim também, e ser, movida pelo propósito eterno de Deus. Pedro nos diz que Casa de Deus é feita de pedras vivas (1Co 3.10). Paulo disse: “Cada um veja como constrói.” Isso significa que todos nós somos construtores. Mas também somos o material de construção: as pedras vivas quando praticamos o ministrar uns aos outros, edificamos uns aos outros e, assim, construímos Casa para Deus. Em primeiro lugar, temos cinco ministérios que são os treinadores. Em segundo lugar, temos os santos que são treinados pelos cinco ministérios. E por fim os santos são treinados para fazer um trabalho: a edificação da Igreja. Assim todos são ministros e todos devem ser treinados para isso pelos cinco ministérios.

O trabalho de cada crente

Compartilhe: Cada crente é um ministro, mas que serviço ele deve desempenhar para edificar a igreja?

Na Igreja Primitiva, não havia a maioria das coisas que existem hoje, no entanto, o mundo inteiro foi ganho por uma religião de pescadores, composta em sua maioria de seguidores que eram escravos. E como eles ganharam o mundo inteiro sem fazer nada do que nós fazemos hoje? A mola-mestra do trabalho da Igreja Primitiva era o ensino dos apóstolos, e hoje, infelizmente, procuramos outras estratégias. A Igreja, a Noiva, é o centro do coração de Deus. Ela é composta de filhos, e somente pode ser edificada por relacionamentos de vida. Qualquer pessoa que não seja plenamente pela Igreja, não está sento completamente para com Deus também. O serviço do ministério de cada crente exige que ele seja treinado para profetizar, evangelizar, apascentar, ensinar e ser enviado. Essa é a obra do ministério para qual todo crente deve ser treinado. Nisto consiste o trabalho de edificação da igreja. É muito conhecido o slogan da visão celular que foi espalhado por todo o mundo: Ganhar, Consolidar, Edificar, Treinar e Enviar. Podemos, então, notar que esse slogan é absolutamente correto do ponto de vista bíblico, e está completamente de acordo com propósito eterno de Deus.

 

Conclusão

Cada crente deve ser treinado para realizar o trabalho do apóstolo, do profeta, do evangelista, do pastor e do mestre. Este é o trabalho que todos devem fazer. Somente quando os crentes executam essas cinco tarefas, a Igreja pode ser edificada e podemos dizer que estamos de acordo com o propósito eterno de Deus.

 

Compartilhe: Como você tem sido treinado para exercer o trabalho de ministro para edificar a Casa de Deus? O que pretende fazer para aperfeiçoar – treinar – para desempenhar esse chamado?

 

Fonte IBL – tirado dos livros “O centro do coração de Deus” e “O coração de Deus desvendado”. Pr. Aluízio Silva