“Havendo sido trazidos a Jesus Cristo e regenerados pelo Espírito Santo, nós, livres e solenemente, pactuamos viver em novidade de vida e constituir uma Igreja de Cristo segundo o Novo Testamento, prometemos:

1º Fazer das Escrituras Sagradas, Antigo e Novo Testamentos, nossa única regra de fé, prática e revelação, observando tudo quanto nelas está escrito para nossa exortação, ensino, advertência e norma de vida;

2º Render em espírito e em verdade o culto de adoração, louvor e ação de graças a Deus Pai, a Deus Filho e a Deus Espírito Santo, buscando viver como adoradores;

3º Esforçar-nos pelo crescimento espiritual, tendo como alvo supremo a semelhança de Cristo Jesus, que se manifestará na evidência das marcas do Seu caráter em nós, de acordo com Romanos 8: 29 e II Coríntios 3: 18;

4º Promover nosso aperfeiçoamento individual e coletivo, por meio da oração, do jejum, da leitura e estudo assíduos e devotos da Bíblia; e do culto público, doméstico e particular, como prioridades em nossa vida;

5º Ser fiéis às ordenanças e preceitos da Palavra de Deus, diligentes no serviço do Senhor, zelosos na implantação do Reino de Deus na terra, firmados em Sua Palavra, no poder do Espírito Santo e na expectativa da Segunda vinda de Cristo;

6º Buscar tomar posse da nossa real identidade em Cristo Jesus, como filhos de Deus, apropriando-nos de tudo quanto a Bíblia diz que somos e temos n´Ele, por causa da obra da Redenção efetuada por nós, tendo sempre n`Ele o supremo padrão de vida e conduta;

7º Promover a unidade da fé entre seus membros e o Corpo de Cristo como um todo, num espírito de amor e respeito reconhecendo que somos parte de um Corpo maior, a Igreja Universal de Cristo, da qual fazem parte todos os redimidos pelo sangue;

8º Promover a evangelização entre os povos dando ênfase à obra do Senhor Jesus Cristo na regeneração do espírito do homem, através do novo nascimento, libertação e restauração de sua alma e cura do seu corpo;

9º Dar ênfase ao novo nascimento, batismo do crente no Espírito Santo, uma vida continuamente cheia d´Ele, guiada por Ele, agindo sob Seu poder e influência, bem como à distribuição dos dons e capacitações espirituais, a fim de equipar a Igreja para o desempenho do seu ministério;

10º Fazer tudo quanto o Espírito de Deus dirigir, na busca de um avivamento permanente na vida pessoal, da Igreja e da nação, reconhecendo nosso chamado de preparação para o arrebatamento da Igreja, no espírito de Malaquias 3: 1-6;

11º Dedicar-se à intercessão por todos os homens e alistar-se no exército de Guerreiros de Oração que não dará descanso aos seus olhos até que Deus estabeleça o Brasil por objeto de louvor na terra, envolvendo-nos por todos os meios com a redenção espiritual da nossa Pátria;

12º Envolver-se de todas as formas possíveis com a redenção espiritual da casa de Israel e do povo judeu, reconhecendo que o clímax de todas as coisas aponta para essa restauração e arrebatamento da Igreja, precipitando assim, a vinda do Messias, o Senhor Jesus Cristo, para o estabelecimento do Seu governo milenar;

13º Deixar-se dominar pela compaixão de Cristo por todos os perdidos, de todas as nações, fazendo tudo quanto estiver ao alcance para saquear o inferno e povoar o Céu;

14º Reconhecer o sétimo dia da semana como o descanso bíblico, vendo nele um sinal do repouso sabático, ou milênio, reservado ao povo de Deus (Hebreus 4:9), e dedicar o primeiro dia da semana ao culto e implantação do Seu Reino, como oferenda das primícias da semana;

15º Envidar todos os esforços no sentido de viver na prática da santidade no espírito, andando cheios do Espírito Santo; na alma, enchendo-se da Palavra e no corpo, livre de todo e qualquer vício, trajando-se dentro dos padrões bíblicos de modéstia e sobriedade, respeitando a distinção bíblica entre os sexos;

16º Investir na família, como a primeira sociedade criada por Deus na Terra, envidando todos os esforços para preservá-la dentro dos padrões de santidade, unidade, amor, harmonia e aliança permanente, tendo no pai e marido o sacerdote investido de autoridade divina para bem governar sua casa;

17º Zelar pela saúde mental e espiritual, despojando-se cada vez mais da estrutura de raciocínio do mundo, substituindo-as pelos princípios da Palavra de Deus e liderança do Espírito Santo, até que Cristo seja formado em nós.”